quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

PORQUE MUDAM ALGUMAS VOZES NOS FILMES E SERIES?


Ricardo Schnetzer


Afonso Amajones


Sergio Galvao


Gervasio Marques


Olney Cazarre


Nicia Soares


Rita Cleos e Elizabeth Montgomery


Tata Guarnieri


Marcio Simoes

Desde pequeno eu sempre achei incrível os personagens dos filmes, series e desenhos falarem português.
Eu já sabia que eles eram estrangeiros, mas mesmo assim eles falavam o nosso idioma.
Com o tempo descobri que as produções passavam por um processo para chegar até nos, com todos os personagens falando fluentemente o português. Este processo é conhecido como dublagem.
Um dos fatos curiosos da dublagem brasileira é que os personagens que gostamos ou mesmo os astros e estrelas de cinema, mudam de vozes.
Por que afinal de contas isso acontece?
Por vários motivos, é a resposta.
É importante saber que o filme pertence a alguém que pode ser um canal de tv aberta ou fechada, uma distribuidora. Este “dono” escolhe onde seu filme irá ser dublado, ou seja, qual o local onde todo esse processo irá ser realizado.
Logicamente, que muitos são os fatos que influenciam esta escolha, mas principalmente o preço e o fato de que este estúdio, local onde o filme será dublado, já ter feito outros trabalhos para este “dono”.
Isto implica que atores que tenham sido dublados por determinadas vozes que estão em uma das praças onde ocorre a dublagem, leia-se eixo Rio-São Paulo, tenham suas vozes mudadas, sendo dublados por outros atores.
É verdade que muitos atores já tem seu dublador oficial, como por exemplo Tom Cruise que, geralmente, é dublado pelo carioca Ricardo Schnetzer, porém, na trilogia Missão Impossível, o ator foi dublado por duas vozes diferentes, Marco Antonio nos dois primeiros e Phillip Maia no terceiro.
Recentemente, muitos telespectadores estão estranhando que o ator mexicano Fernando Colunga, astro de novelas mexicanas como Maria do Bairro, Usurpadora e Amor Real, dublado há mais de dez anos por Ricardo, seja dublado por Afonso Amajones em Amanhã é para sempre no estúdio BKS de São Paulo.
Isso ocorreu, porque as novelas da Televisa, agora são exibidas pela Rede CNT, a qual mantém contrato com a BKS.
Assim, houve a mudança de vozes.
Muitos devem pensar que tal situação somente acontece agora, que isso, provavelmente, jamais aconteceu no passado.
Por incrível que pareça, este fato, troca de vozes de atores e personagens já é bem antiga.
Para vocês terem uma idéia, vou citar algumas trocas de vozes bem famosas.
A serie Jornada nas Estrelas, teve o Capitão Kirk com três vozes em somente na primeira temporada, com Emerson Camargo, Denis Carvalho e Astrogildo Filho, sendo que o último acompanhou o personagem até o final da serie.
Em A Feiticeira o James Stephens, marido de Samantha, a feiticeira, teve somente nos dois primeiros anos da serie, a fase em preto e branco, atualmente sendo exibida colorizada, teve três vozes: Sergio Galvão, Gervasio Marques e finalmente Olney Cazarré que acompanhou o ator até sua saída da série.
A própria Samantha teve duas vozes, no primeiro ano Nicia Soares e a partir do segundo ano Rita Cleos. Aliás a mãe da feiticeira, a insuportável Endora, teve três vozes: Márcia Real, no primeiro ano, no segundo Gessy Fonseca e, no terceiro, Helena Sâmara, que a acompanhou a personagem até o final.
Larry Tate, chefe de James, ainda em A Feiticeira, teve quatro vozes, nos dois primeiros anos Carlos Leitão e Raimundo Duprat, a partir da metade do segundo ano Waldir Guedes que acompanhou o persoangem até a sexta temporada. Na sexta temporada da série, o personagem passou a ser dublado por Xandó Batista.
Recentemente,.tivemos outra mudança de voz famosa e polemica, foi na serie 24 Horas, onde o agente Jack Bauer, na quarta temporada teve sua primeira voz, Tatá Guarnieri, substituído por Marcio Simões, por razões judiciais.
Esses são os motivos da mudança de vozes, sendo algo que eu, na condição de fã, não aprecio muito, mas como me foi dito, em alguns casos, já é esperado que isso aconteça.
Eu torço para que isso não aconteça e se evitem mudanças de vozes, pois uma pessoa, também, é caracterizada por sua voz.

5 comentários:

  1. É lamentável que o sr. divulgue informações totalmente desconexas e sem o mínimo de pesquisa sobre a dublagem da série A Feiticeira.
    Há erros grosseiros, demonstrando um total desconhecimento da sua parte sobre a história da AIC. Não é dessa forma que se transmite algo a quem procura informação. É com pesquisa, mas se houve pesquisa, o sr. não soube desenvolver o texto, deixando-o claro.
    Citar que a dubladora Nícia Soares participou somente da primeira temporada de A Feiticeira, demonstra que o sr. não conhece a série e suas temporadas. Há outros equívocos terríveis: como sobre os dubladores de Larry Tate, onde César Leitão jamais foi seu dublador. Há outros erros, mas ficarei apenas nesses!
    Um conselho: a história da dublagem, não deve ser escrita do que o sr. "entendeu", pois é algo sério que todos os profissionais envolvidos merecem o nosso respeito.
    Se o seu blog contém informações distorcidas, espero que o seu programa não siga a mesma diretriz!
    Marco Antônio dos Santos

    ResponderExcluir
  2. Sr. Marco Antonio,
    Fico muito triste com esta sua agressão, pois sempre que contatei o Sr. ou a qualquer pessoa, sempre faço tais contatos com educação, respeito e cortesia.
    Meu conhecimento sobre a historia da dublagem é, de fato, limitado. Eu confesso, mas nos meus quase trinta anos de pesquisa, tenho aprendido mais e mais. O que tem me proporcionado muita alegria.
    Há erros no meu trabalho? Com certeza, pois não conto com um apoio documental, necessario para confirmação absoluta da informação, valendo apenas do audio.
    Porém, esses equivocos existem e existirão em todos os trabalhos, inclusive no seu, face aos diversos equivocos, quer com informações ou mesmo escalações de elenco que lá o Sr. vem apresentando.
    Aceito seu conselho, a historia da dublagem não deve ser escrita pelo que nós entendemos, mas deve ser escrita pelas informações dos artistas e, principalmente, pelo que consta no audio.
    Novamente, concordo, com o Sr. os profissionais da dublagem merecem respeito, não apenas da AIC, mas de todos os estudios que nos encantam há mais de 50 anos, respeito que sempre mostrarei.
    Saiba, por fim, Sr., que o programa é feito com muito carinho e amor pela cultura pop e, principalmnente, por nossa dublagem.
    Não se preocupe, pois tanto o blog quanto o programa não contem informações distorcidas, pode conter equivocos, mas que quando detectados serão corrigidos. Alias, como é feito em qualquer trabalho.
    É muito triste que existam desejosas não em união, mas em divisão.
    Esta é a minha resposta à sua agressão.

    Carlos Amorim

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Isso sim que é resposta de uma pessoa seria e responsável, e que não se limita em tentar esclarecer os fatos com falta de cortesia, desrespeito e ignorância.

      Excluir